quinta-feira, 28 de agosto de 2008

SE DESLIGARMOS A BATERIA O DEFEITO DA INJEÇÃO ELETRÔNICA DESAPARECE?


Resolvi fazer esse Post para esclarecer a dúvida de um leitor que me enviou um e-mail essa semana. Ele me perguntou se “Resetar” a central, ou seja, desligar a bateria, torna o carro mais econômico? Respondi que, em relação ao consumo, nada irá mudar, mas, o simples fato de se desligar a Bateria pode até resolver algumas falhas do sistema de injeção.

É que a Central de Injeção Eletrônica possui uma memória de falhas, chamada “Default Memory” ou Memória de erros, que registra todas as anomalias ocorridas durante o funcionamento do motor. Ao detectar qualquer tipo de falha a Central eletrônica armazena a informação em uma memória e aciona a luz espia no painel de instrumentos.

Em alguns modelos as falhas apresentadas pelo Sistema são registradas em uma memória do tipo volátil, ou seja, que depende da alimentação da bateria para manter o registro das informações. Neste caso, ao se desligar a bateria todas as informações sobre as falhas são perdidas, eliminando o problema. Mas isso é válido apenas para sistemas de injeção mais antigos, ou seja, anteriores ao ano de 2000.

Nos sistema de injeção mais atuais, as falhas são armazenadas em uma memória permanente de erros, com o objetivo de armazenar todas as falhas apresentadas pelo motor facilitando o diagnóstico. Neste caso apenas é possível apagar as falhas através de um equipamento de diagnóstico conhecido como Scanner. Este aparelho identifica o código de erro e o apaga da memória da Central Eletrônica. Ou seja, nos veículos mais novos, mesmo desligando a bateria por um longo período de tempo, o erro registrado na memória da Central permanece.

Observe ainda que, tanto nos sistemas de injeção antigos quanto nos mais recentes, se houver um defeito permanente no sistema, ou seja, um sensor defeituoso, a falha apenas pode ser eliminada após a substituição da peça.

Até o próximo Post

Alexandre

Dicas AutoServiço

  • Inverter os cabos da Bateria pode danificar a Central de injeção.

  • Desligar a bateria não soluciona o defeito nos carros mais novos.

  • Alternador gerando em excesso pode danificar a Central de injeção.

7 comentários:

Anônimo disse...

Sou profissional na área de reparação automotiva e realmente este Blog está alinhado com as dúvidas dos usuários de veículos e que eles não sabiam onde obter a informação correta. O conteúdo está muito bom e a´maneira de expor as explicações está muito clara. Parabéns!
Clovis Henrique
Dir. Assist. Técnica
Grupo Parvi - Reg. I

Alan disse...

Parabens pelo blog, continue assim, não entendo nada de mecanica, sou somente um curioso e adoro ler sobre o assunto!! Obrigado!!!

maracate disse...

cara estou com um problema comprei um gti retirei a cetral dele depois coloquei eo carro não funciona reparei tanben que os bicos não abre meu msn é gfsa@hotmail.com

Ailton disse...

militec tras beneficio para o motor?

Carlos Moretto disse...

Boa tarde,
achei o seu post muito interessante. PARABENS...
Estou com uma duvida
Tenho um vectra 98 GL 2.0 no gas. Ultimamente ele vem apresentando falhas quando uso na gasolina. Levei ate uma eletrica pra fazer um orçamento. O tecnico me passou o seguinte diagnostico:
- dois bicos injetores com falha
- Reparo na central da injeçao eletronica.
Ele me disse tbm que os bicoa podem ter cido danificados pela central que esta com problemas. Minha duvida esta ai... a central pode mesmo danificar os bicos ou o tecnico quis da uma de rato e me cobrar uma grana a mais? No reparo ele iria me cobrar 250 reais. O preço esta de acordo?
Abraço

Jorge Ramiro disse...

Olá, eu trabalho no adestramento de animais e avariou-se uma das máquinas que lançam bolas, eu queria saber como pode ser reparada.

Edury disse...

Amigo tenho um celta 1.0 VHC 2008.
fiz alguns cálculos e reparei que o consumo dele é de 5 ate 7 km por litro isso no Álcool ou gasolina.
ja fiz limpeza de bicos e troquei o filtro de combustível e não adiantou...
Oque pode ser ?