terça-feira, 8 de julho de 2008

Não tenha dúvida. Usar álcool no carro Flex é melhor.


Quem tem um carro Bi-combustível um dia já se fez a seguinte pergunta? Qual a melhor opção. Álcool ou Gasolina ? Para responder a essa pergunta, vamos colocar de lado o fator “ Consumo” e analisar, a médio prazo, as conseqüências do uso dos dois combustíveis para o motor.

Antes de mais nada preciso deixar bem claro que um motor dotado da tecnologia Flex possui a capacidade de funcionar com 100% de Álcool hidratado, 100% de gasolina ou a mistura, em qualquer proporção, dos dois. E, que o motor está preparado e adequado a funcionar sob quaisquer condições de uso, sem restrições.

Sendo assim, vamos aos Fatos:

Quando o motor funciona com o combustível “ Verde “ é percebida uma redução significativa, da ordem de até 40%, nos níveis de emissão de Hidrocarbonetos, quando comparado à Gasolina. Isso significa ar mais puro para todos.

Ainda sobre o Álcool, sua cadeia carbônica mais curta, ou seja, sua molécula mais simples, permite uma queima mais completa, não gerando resíduos que se acumulam na câmara de combustão. A médio prazo a redução de custo de manutenção é percebida, já que a chamada “ Carbonização” nesse caso é minimizada.

Até mesmo no momento da partida, com o motor frio, o Álcool possui vantagens pois nesse momento partículas de combustível passam para o Cárter e se misturam ao óleo lubrificante do motor. O Álcool por ser bem menos agressivo ao óleo, mantêm a película lubrificante. Ou seja, abastecendo com Álcool o óleo lubrificante dura mais por manter suas características por mais tempo.

Até mesmo a dificuldade de partida, característica dos antigos carro à álcool, é minimizada pela adoção de um sistema de partida auxiliar que utiliza gasolina.

Portanto, não tenha dúvida na hora de abastecer. O Álcool apresenta inúmeros benefícios se levarmos em consideração a manutenção do motor. Entre Álcool e gasolina, prefira o combustível verde. É menos poluente, não carboniza o motor e não deteriora a película do óleo.

Até o próximo Post.

Alexandre
Dicas AutoServiço
  • Evite rodar muito tempo com o tanque na reserva pois danifica a bomba de combustível.
  • Em um veículo Flex abasteça o reservatório de partida a frio sempre com gasolina aditivada.
  • Usando Álcool o motor não carboniza, reduz a emissão de poluentes e degrada menos o óleo lubrificante.

15 comentários:

Anônimo disse...

EXISTE ALGUMA FORMULA DE CONVERSAO PARA SABER QUANDO COMPENSA PARA O BOLSO ABASTECER COM ALCOOL OU GASOLINA?

Anônimo disse...

mais alguem?

Alexandre Costa disse...

Existe um cálculo onde multiplicamos o valor da gasolina por 0,7. Se o valor encontrado for menor ou igual ao preço do álccol é mais vantajoso abastecer com o combustível " verde". Já, se o valor for mais alto, então opte pela gasolina.

Alexandre

Anônimo disse...

Obrigada pelo comentario agora sei que ontem levei prejuizo ja que aqui em goiania a gasolina esta 2.59 e o alcool 1.57 e enchi o tanque com gasolina

Anônimo disse...

Só corrigindo o que o amigo acima falou:
"Existe um cálculo onde multiplicamos o valor da gasolina por 0,7. Se O PREÇO DO ETANOL for menor ou igual ao VALOR ENCONTRADO é mais vantajoso abastecer com o combustível " verde". Já, se O PREÇO DO ETANOL for mais alto(que o valor encontrado), então opte pela gasolina."
Assim está correto! ;)

Anônimo disse...

Acho que o Alcool leva vantagem sempre, independente se for um pouco mais caro que a Gasolina no custo benefício sempre sairá ganhando, em potência, em proteção do veículo e em preservação do meio ambiente.

Anônimo disse...

Esse método do 0,7 tem um erro decorrente do fato de, como o Alexandre disse em outro post, o álcool ser melhor do que a gasolina quanto à conservação do carro. Assim, suponhamos que o álcool custe, por exemplo, 71% do preço da gasolina. Nessa condição, quem optar pela gasolina vai gastar, por km rodado, um pouquinho menos de dinheiro com COMBUSTÍVEL do que outro condutor que optou pelo álcool. No entanto, aquele que optou pelo álcool terá futuramente menos gastos com manutenção, e talvez consiga até aumentar um pouco a vida útil do carro.
Como é difícil estimar quanto exatamente se gasta a mais com manutenção em decorrência de escolher a gasolina, pessoalmente adotei o seguinte método: tolero gastar no máximo R$ 10,00 a mais por 1.000 km em decorrência de escolher o álcool. Portanto, multiplico o preço da gasolina por 0,7, e abasteço com álcool caso este custe no máximo 10 centavos a mais do que "gasolina x 0,7".
Pessoalmente, tenho a impressão de que R$ 10,00 a mais por 1.000 km, gastos com combustível, é um valor aceitável em prol da melhor conservação proporcionada pelo álcool. Gastar mais do que isso é difícil engolir.
Outra alternativa: multiplique o preço da gasolina aditivada por 0,7 e tolere, pelo preço do álcool, 5 centavos a mais do que o valor obtido.

Anônimo disse...

Comecei a andar no etanol e para a minha surpresa ao efetuar a troca de óleo o motor estava com 5,5 L.
O Correto é 3,5 L.

Ou seja 2 litros de água no cárter graças ao etanol.

Tive sorte do motor aparentemente não sofrer avaria por conta do excesso de líquido.

Em resumo. Etanol nunca mais.

Anônimo disse...

Duvido. O óleo esquenta em média 80 graus, a água evapora. Conta outra.

OxFree disse...

A unica possibilidade de ter tanta água no cárter e que sua junta de cabeçote estragou....

Rauser disse...

Para...nunca q isso aconteceria por causa di Alcool!!

Rauser disse...

Para...nunca q isso aconteceria por causa di Alcool!!

Unknown disse...

Pegue o valor do alcool e divide pelo valor da gasolina se o resultado for igual ou menor do que 0.7 compensa o álcool se for acima exemplo 0.71 compensa gasolina.

Carlos Pedroso disse...

Concerteza a junta!!!

Costa Junior disse...

Caso o carro rode só em pequenos percursos, não permitindo que o motor atinja a temperatura ideal de funcionamento, há uma tendência de parte do etanol não queimado contaminar o óleo no carter.