sábado, 6 de dezembro de 2008

O QUE É CARBONIZAÇÃO?


Um dos maiores inimigos da saúde de qualquer motor movido a Gasolina é resultado da queima incompleta do combustível. A Carbonização, como é conhecido o problema, é a formação de resíduos de carbono derivados da combustão ineficiente.
Vou utilizar um exemplo de nosso cotidiano para ilustrar o caso. Imaginem uma dona de casa. Ela consegue saber o momento da troca do botijão de gás apenas pela cor da chama do fogão, que passa do tom azul para assumir uma coloração alaranjada. Ela observa ainda, que o fundo da panela fica escuro pela formação de uma fina camada de pó preto. Essa mancha escura nada mais é que resíduo de carbono que compõe o gás que não foi totalmente queimado, acumulando no fundo da panela. E é exatamente isso que ocorre no motor.

Quando a combustão da gasolina não é completa, parte do carbono não queimado se acumula nas válvulas, pistões e câmaras do motor. Daí o nome carbonização.

Fatores como a qualidade do combustível ou deficiências do sistema de ignição, como velas de ignição gastas, influenciam na carbonização do motor. Mas, o principal responsável é, sem dúvida, a maneira de dirigir. É que a troca de marchas no momento errado prejudica a queima do combustível, gerando resíduos que se acumulam no interior do motor.

O principal sintoma da carbonização do motor é a perda gradativa de potência do motor, e conseqüente aumento do consumo e emissão de poluentes.

Mas porque a gasolina carboniza mais o motor que o Álcool? Bem isso veremos em um próximo Post.

Alexandre

Dicas AutoServiço
  • Velas de ignição gastas carbonizam o motor.
  • Trocar as marchas no tempo certo reduza tendência de carbonização do motor.
  • Cuidado ao realizar a descarbonização do motor com produtos pressurizados.

5 comentários:

Anônimo disse...

Bem, se tratando de carbonização a coisa é mais complexa.Até certo ponto o amigo tem razão em relação a deficiência na queima do combustível, mas também a carbonização se forma fora da área de combustão,como: parte superior dos balancins, cabeçote, galerias de lubrificação em fim...
E isso se dá também a má qualidade do óleo lubrificante ou ao periodo muito longo no intervalo de troca de óleo, ocazionando a perda dos aditivos que estão adicionádos ao óleo lubrifiante,como: anti-corrosivos, anti-espumantes, detergente-dispersante, melhoradores do Índice de Viscosidade, agentes de extrema pressão, etc.
e alguns deles servem justamente para evitar essas indesejaveis formaçãoes de crostas no motor.

Alexandre Costa disse...

Primeiramente obrigado pelo comentário.

No Post me referi apenas a carbonização que ocorre no interior do motor pela queima ireregular do combustível. Deixei para falar sobre a carbonização do óleo em um próximo Post.

Abraços

alexandre
www.autoservico.blogspot.com
blogautoservico@gmail.com

Hygor disse...

gostei muito das explicações dadas o processo de carbonização no motor me esclareceu muita coisa,valeu vou ficar acesssando sempre o blog


abraço

raimundo ferraz galdino disse...

instala o ecopower ai nao tem mais perda de combustivel nem carbonizacao eu revendo contato 62992876269

raimundo ferraz galdino disse...

instala o ecopower ai nao tem mais perda de combustivel nem carbonizacao eu revendo contato 62992876269