domingo, 23 de agosto de 2009

USAR SOMENTE ÁLCOOL NO CARRO FLEX PREJUDICA O MOTOR?


Recebi vários e-mails na semana passada de leitores que questionam o uso de 100% de álcool no tanque de um carro Flex. Alguns argumentam que o uso exclusivo do álcool deve ser evitado, sendo recomendado o uso de gasolina em intervalos regulares.

Até entendo essa preocupação. Desde que o Etanol passou a ser utilizado como combustível, há cerca de 30 anos, que os danos causados por ele são conhecidos. Oxidação, entupimento das tubulações e desgaste do motor pela deficiência de lubrificação eram alguns dos problemas enfrentados pelos engenheiros e mecânicos da época.

Tudo isso pelo simples fato do Etanol ser um combustível hidratado, ou seja, com 5% de água em sua composição. Isso significa que as peças metálicas com as quais tem contato podem ser atingidas por oxidação. Mas o maior problema do álcool não reside na água, mas sim no seu nível de acidez que é muito elevado, provocando corrosão.

E, é justamente pelo fato do Etanol ser muito ácido que na era dos finados carros carburados todos os modelos movidos a álcool utilizavam tratamentos químicos com níquel ou cromo, a fim de suportar o combustível “verde”. Quem viveu essa época lembra bem disso.

Hoje em dia, na era dos motores Flex, a preocupação com o uso do álcool continua, mas a tecnologia permite o uso exclusivo de álcool hidratado sem problemas ao motor. Todas as peças que têm contato direto com o combustível são tratadas quimicamente. Mangueiras, dutos, válvulas de admissão e escape, bomba de combustível e anéis dos pistões recebem um banho químico, protegendo-os dos efeitos da oxidação.

Mas existe ainda um problema. As sedes e guias de válvulas são pequenos componentes que apóiam as válvulas do motor permitindo que as mesmas abram e fechem corretamente. Ocorre que essas peças são lubrificadas pelo próprio combustível ao ser injetado no interior da câmara de combustão, e não pelo óleo do motor. O álcool, diferentemente da gasolina, não possui propriedades lubrificantes, ocasionando desgaste prematuro e perda de compressão do motor. A solução encontrada foi modificar o tipo de material utilizado nessas peças, adotando um metal mais resistente.

Portanto não há motivo para preocupação. Abasteça seu carro Flex com álcool, coloque gasolina aditivada no reservatório de partida a frio e seja feliz!!!

Por isso afirmo! Álcool e direção combinam !! Desde que o álcool esteja no tanque !!!

Até próximo Post.

Alexandre

11 comentários:

Anônimo disse...

Esclarecimento perfeito que realmente tira todas as duvidas sobre usar ou não só álcool no tanque, com estas informações fica descartados o uso de aditivos adicionados ao combustível "álcool ou gasolina" ou suas misturas em relação a carros Flex, em alguns Fabricantes recomenda o uso de gasolina em períodos de 5.000 em 5.000 mil km no caso da Ford que trás em seu Manual esta recomendação, com esta informação deste maravilhoso Blog isto não e necessario, parabéns Alexandre por este informativo e indispensavel ferramenta para aqueles que adoram Carros como eu, Forte Abraço!

Adolfo Luiz, João Pessoa, 27 de Agosto de 2009.

Adolfo Luiz disse...

Esclarecimento perfeito que realmente tira todas as duvidas sobre usar ou não só álcool no tanque, com estas informações fica descartados o uso de aditivos adicionados ao combustível "álcool ou gasolina" ou suas misturas em relação a carros Flex, em alguns Fabricantes recomenda o uso de gasolina em períodos de 5.000 em 5.000 mil km no caso da Ford que trás em seu Manual esta recomendação, com esta informação deste maravilhoso Blog isto não e necessario, parabéns Alexandre por este informativo e indispensavel ferramenta para aqueles que adoram Carros como eu, Forte Abraço!

Adolfo Luiz, João Pessoa, 27 de Agosto de 2009.

Alexandre Costa disse...

Adolfo

Obrigado pelo comentário.

Alexandre
www.autoservico.blogspot.com
blogautoservico@gmail.com

Alexandre Costa disse...

Adolfo

Obrigado pelo comentário.

Alexandre
www.autoservico.blogspot.com
blogautoservico@gmail.com

Cristiano disse...

bora fazer parceria?


design
Carros Ferrari
Tuning Girl Feminino
Fotos Tuning
Musicas
Tuning Virtual
Carbritus
Peças
Jogos
Corridas
Futuro
Loja Tuning
Motos
Antigos epoca
Filme
Tuning Online
Tuning Design
Equipados
Rua Rebaixados
Tunados Tuning
Pintura
Mulher
Jogos Corridas 3D
Combate Robos
Controle Remoto
Luxo
Som Automotivo
Equipamentos de Som
Rebaixados
Historia do Automovel
Femininos
Socados
Turbinados Tunados

Anônimo disse...

Bom dia!
Realmente ainda existem duvidas do uso do etanol em carros flex, o que lendo as explicações neste blog, me tiraram tais duvidas. Agora para nós que moramos na cidade de Araguaína no Tocantins, não compensa o uso do mesmo devido ao auto preço dos combustiveis aqui. O etanol custa: R$ 2,00 e a gasolina:R$2,80, um absurdo os valores.
Parabéns pelo blog.

Zélio Amaral, Araguaína - TO, 06/01/2011

FESTA ALEGRIA BRINQUEDOS disse...

Tenho um punto 2010/2010 e o mesmo começou a falhar em momento que reduzo a marcha e solto a embreagem e o mesmo quando passo da 1ª para 2ª e 2ª para 3ª as vezes, fui em 3 mecânicos e o 1º disse que era só trocar as velas, troquei e nada, voltei nele e ele disse então que era só limpar o TBI, limpou e nada, o 2º falou que tinha que limpar todo o sistema, bicos, verificar se há algum cabo de vela falhando e etc, não fiz nada com esse o 3º deu uma volta no meu carro e falou que era para eu ABASTECER COM ALCOOL, ( pois eu nunca havia abastecido ), que o problema iria ser solucionado. É REAL ISSO? PODE ACONTECER ISSO A FALTA DE USO DE ALCOOL?

Paulo Sérgio disse...

Lembrando que quem usa álcool constantemente sempre vai estar mais próximo de de uma oficina para manutenção, ao contrario de quem só usa gasolina (Álcool é uma adaptação secundária)

Anônimo disse...

Tenho um Ford Ka, e também começou a falhar conforme o amigo de cima mencionou... porém a um bom tempo estava abastecendo no alcool.. e fui procurar saber qual o motivo e disseram para abastecer na gasolina aditivada... acabou o problema!!!

Anônimo disse...

Caro amigo, gasolina não lubrifica nada em parte alguma, o que ocorre é que peças como bicos injetores são fabricados em nylon de alta resistência e a gasolina possui em sua fórmula alguns aditivos que acabam impregnando nestas partes "plásticas", ao parar de usar a gasolina aditivada aquela superfície impregnada resseca-se e solta farelos o que entope o próprio bico e prejudica outros mecanismos. Alexandre Jacó da Silva - RS.

Anônimo disse...

Esclarecimento muito útil ;o povo fala demais sem ter conhecimento no assunto.