sábado, 8 de agosto de 2009

LIBERAÇÃO DO DIESEL PARA VEICULOS DE PASSEIO. VOCÊ CONCORDA?


No último dia 5 de agosto, a Comissão de Constituição e justiça do Senado deu parecer favorável a um projeto que visa a liberação da venda de veículos de passeio movidos a Diesel o País. Por enquanto é apenas um projeto, que passará por uma avaliação na Comissão de Assuntos Econômicos, mas o assunto levanta muita polêmica.

A proibição do uso de diesel em carros de passeio é bem antiga, e data de antes do meu nascimento!! Para ser mais preciso, desde 1976 a venda, e não a produção, de veículos Diesel está limitada no País a veículo com capacidade de carga acima de uma tonelada. Ou seja, apenas ônibus, caminhões, utilitários e veículos off-road poderiam adotar o Diesel como combustível.

O objetivo na época era reduzir a dependência do petróleo, que era importado, mas mesmo hoje, tendo alcançado a auto-suficiência de petróleo desde 2006, a liberação para veículos de passeio causaria um desequilíbrio no fornecimento do combustível, exigindo novamente sua importação. Digo isso porque temos hoje uma das maiores frotas de veículos comerciais do mundo, e compartilhar esse combustível com automóveis leves só aumentaria a demanda pelo Diesel.

O problema todo está ligado a decisões tomadas no passado, onde o Governo brasileiro optou por construir estradas em vez de ferrovias, o que resultou na dependência do transporte rodoviário de carga, hoje o maior consumidor do Diesel no País.

Portanto, tal projeto já esbarra na limitada oferta do combustível no País. E, para aqueles que acham que o Bio Diesel pode resolver a questão, aí vai uma informação importante: o objetivo do Bio Diesel é reduzir o consumo de petróleo no País através da adoção de 5% de óleo vegetal, reduzindo também o consumo e a emissão de poluentes, mas não seria suficiente para compensar

Você acha que investir em um novo tipo de motorização em um País que é líder mundial em Tecnologia Flex, e no uso de etanol como Combustível compensa? Deixe o seu comentário.

Até o próximo Post.

Alexandre

8 comentários:

Ingo disse...

Sou totalmente a favor. A eficiência de um motor a diesel é infinitamente maior do que um motor a gasolina e flex. Esse ano foi diminuido consideravelmente o consumo de diesel (dados da petrobras). Quanto a poluição basta reduzir o teor de enxofre, q o diesel polui menos que gasolina.

uniscmedicina2 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cRiPpLe_rOoStEr a.k.a. Kamikaze disse...

sou a favor da liberação do uso do diesel... é menos poluente que a gasolina, mas como emite mais fuligem fica estigmatizado como "sujo"... mas a emissão de gases tóxicos é menor, e ainda rende mais... e ainda tem a opção de se usar biodiesel, e até mesmo misturas com álcool...

Juninho disse...

Boa noite !
Já comentei isso em outros blogs e possuo uma comunidade no orkut com esse assunto. Vamos lá:
Concordo plenamente com a liberação. Não há nenhuma lógica nessa proibição. Disseram em outro blog que isso é atraso. Ora bolas ! atraso é ter toda a tecnologia e ficar apenas servindo aos outros para que rodem a 25 km/l e rodar a 8, 10 km/l. ( estamos falando de veículo com todos os ocupantes a bordo) Para quem já teve oportunidade de conhecer países Sul-Americanos ou da Europa, sabe do que estou falando. Para os que não tiveram ainda, é isso mesmo que estão pensando: Muitos desses carros são produzidos no Brasil. Me parece que a economia de combustível , durabilidade, alto torque a baixas rotações, prazer em dirigir além de toda a tecnologia que já fizeram automóveis como o Punto, o Gol , o Uno e outros diminuir e muito a vibração sentida por seus ocupantes. Nada disso é importante. Só se fala em meio ambiente.Tudo bem, vamos falar de meio ambiente então: Na Europa o combustível (Diesel) foi a opção em busca da redução na emissão de poluentes. Vejam: No Japão, o diesel tem 50 ppm de enxofre, nos EUA o limite é de 15 ppm e na Europa já está em 10 ppm. A gasolina brasileira emite 1.000 ppm (partes por milhão) de enxofre. Além de que o nosso diesel já emite menos CO² que a gasolina. Ou seja: não é nenhum absurdo a liberação no Brasil. Essa proibição vigora desde 1976. Isso sim é um atraso. O Brasil vive uma situação econômica muito diferente daquela época. Além disso, vivemos em uma democracia e essa proibição vai na contramão desse regime. Como já foi citado acima, por um leitor, só o Brasil ainda tem essa proibição, não encontrada nem mesmo em países com regimes ditadores. E aí? só o Brasil está certo e o resto do mundo está errado ? O veículo flex é sim uma alternativa, mas não podemos nos contentar apenas com eles , até porque não são econômicos. Viva a democracia na hora da compra !

Pedra Branca Bijoux disse...

Totalmente à favor. Existem carros que têm péssimo rendimento justamente por essa proibição. Um exemplo é do Doblò Adventure, que poderia ser um carrão em termos de rendimento se tivesse um motor movido à diesel.

Anônimo disse...

Olá pessoal.

SOU FAVOR LIBERAR O CARRO PASSEIO A DIESEL, PQ AKI NO BRASIL JA TEM BIODIESEL, ENTAO APROVEITA USAR COMBUSTIVEL BIODIESEL (OLEO VEGETAL), POLUE MENOS DO QUE GASOLINA E CLARO.

MUITO INTERESSANTE VEJA ABAIXO:

Aí é que o povo se engana. Diesel é bem mais econômico que gasolina, por operar a uma taxa de compressão bastante alta, consegue render um bom torque em baixíssimas rotações, o que reduz significativamente o consumo e a emissão de CO2. Vamos ver um exemplo de carro "médio popular" europeu, o Audi A4, nas versões 2.0 FSI Turbo e a versão 2.0 TDI:

>>>A4 2.0 FSI: GASOLINA
-Em torno de 154 g/km de CO2 (manual)
-Em torno de 167 g/km de CO2 (automático)

>>>A4 2.0 TDI: DIESEL
-Em torno de 139 g/km de CO2 (manual)
-Um "teste" realizado com o novo A4 2.0 TDI, onde um grupo de 20 leitores de uma revista de carros e mais dois da Audi foram testar a eficiência do novo motor, em uma espécie de competição para ver quem consome menos, e o resultado foi impressionante: com 120hp, andando em velocidades econômicas (como as do teste do Gol 1.0 20km/l), foi registrado um consumo médio de 3.32 litros de diesel por 100km, ou 30,12 km/l com uma emissão de 88 g/km de CO2.

Em uma etapa anterior, com uma velocidade média de 81,4 km/h, o consumo foi de 3,41 l/100km e uma emissão de 91 g/km de CO2. Em contições normais esse motor consome em torno de 5,1 l/100km (ou 19,6 km/l) emitindo, como dito anteriormente, na faixa de 139 g/km.

A própria Audi lançou um A3 1.6 TDI com recursos de economia que geraram números bastante significativos também, para o uso cotidiano:
-Motor de 105hp
-Consumo de 4,1 l/100km (24,4 km/l)
-Emissão de 109 g/km de CO2
-Velocidade máxima de 194 km/h, 0-100 km/h em 11.4 segundos

Trazendo para a realidade do Brasil, um carro a gasolina com esse desempenho jamais faria algo acima de 20 km/l de gasolina (NÃO EXISTE). Vamos colocar uma média de 12km/l de gasolina. Álcool media 7 km/l, (R$1,98), R$ 2,40 o litro, isso dará algo próximo de 18 centavos por km rodado. Jogando o preço do diesel para R$ 2,00, com um consumo de 22km/l (vamos abaixar um pouco, já que ninguém dirige o teeempo todo economizando ao máximo) teríamos um custo de aproximadamente 10 centavos por km. Para uma pessoa que roda uns 500 km/mês, seria uma economia mensal de R$40,00 ou R$480,00 por ano. Isso claro, sem contar a redução na manutenção, que é notavelmente menor.

Também vale lembrar sempre que, se roda com diesel, roda com biodiesel TAMBÉM.

IMAGINA O CARRO FLEX SEM SUCESSO ECONÔMICO, MEDIA CONSUMO 10KM/L GASOLINA, 7 KM/L ALCOOL.. CARAMBA, PARA ISSO, GASTA MTO DINHEIRO DO BOLSO.

O CARRO ECO-DIESEL É MUITO SUCESSO ECONÔMICO, FAZ MEDIA 22KM/L DIESEL CIDADE, 26,2KM/L ESTRADA, GANHA ECONOMIZA O DINHEIRO DO BOLSO, E CLARO.

EU FUI LA URUGUAY, DAI ALUGUEI UM CARRO PEUGEOT 207 1.6 HDI, RODEI BASTANTE DA CIDADE MESMO, ECONÔMICO 100 POR CENTO, GOSTEI MESMO, POR ISSO SOU FAVOR LIBERAR O CARRO PASSEIO A DIESEL, PQ AKI NO BRASIL JÁ TEM PRODUÇÃO BIODIESEL, QUERO ANO QUE VEM COMEÇA LIBERAR O CARRO PASSEIO A DIESEL PRA JÁ.

FIZ PESQUISA GOOGLE SOBRE LEI, MOSTROU BEM CLARA ESSE noticia do governo declarou: PERMITE OS VEICULOS PASSEIOS MOVIDO À DIESEL, AGUARDO PROPOSTA DO GOVERNO. O projeto PLS 656/07, de autoria do SENADO, acrescenta parágrafo único ao artigo 8º da Lei nº 9.478 de 1997) PODE UTILIZAR O CARRO PASSEIO MOVIDO Á DIESEL.

SOU FAVOR MESMO...

ACREDITO VAI DAR CERTO AKI NO BRASIL, GRANDE SUCESSO BIODIESEL NOSSO PAÍS.

ABRAÇOS AMIGOS.

Flávio disse...

o problema é.... vcs querem quebrar as usinas de alcool que o Lula tanto defende pelo mundo afora??? quantos BILHÕES investidos nas usinas de cana serão jogados fora???? Quantos investidores extrangeiros perderão bilhões investidos na compra de usinas no brasil(pega mau pro brasil né?), quantas usinas novinhas ficarão com a capacidade ociosa? quantos bancos terão prejuizo por financiar tantas usinas? quantos empregos serão perdidos? e outra, o setor de combustível é puro CARTEL! a começar pela própria petrobrás!
Esses são alguns poucos problemas da liberação do diesel para carros de passeio!!!

Anônimo disse...

Sou a favor da utilização do Diesel nos veiculos de menor porte.Afinal a mecanica com o diesel
faz o automovel funcionar malhor.